“Restos dos quais se servia
porque não podia ter nada por inteiro.
Nada verdadeiro.”


E ainda assim se fazia: metade.

Foi ao outro lado do mundo e voltou, fragmento.

Depois de tudo ainda não sabia ser inteira.

Depois de tudo.

Me diz: como ser inteiro com o outro

quando não se sabe ser inteiro

nem consigo mesmo?

Anúncios